[Total: 0    Média: 0/5]

|

Estresse e ansiedade: qual a relação entre os dois?

Ter momentos de ansiedade e estresse é comum no nosso cotidiano. No entanto, para algumas pessoas, a ação desses dois fatores pode se tornar uma doença severa. É por isso que os fitoterápicos podem ajudar a aliviar possíveis sintomas mais graves.

A situação é rotineira para muitos brasileiros: a pessoa vai fazer algo importante, como viajar no dia seguinte. Em sua cama, sente o coração acelerar e o estômago se remexer. Posteriormente, vem o suor, a dificuldade em respirar e muitos pensamentos sobre aquilo.

Esses sintomas apresentados são comuns em uma crise de ansiedade. Aliás, têm sido cada vez mais comuns por aqui. Sabia que o Brasil foi considerado o país onde as pessoas são mais ansiosas?

Segundo a ​Organização Mundial da Saúde (OMS), 18,6 milhões de brasileiros são ansiosos​. É o maior número em escala global. Além disso, a pesquisa revela que parte disso se deve a tabus ao se procurar tratamento e tomar medicamentos.

Estresse

A ansiedade é uma resposta natural do corpo humano às situações imprevisíveis. Outra sensação natural é o estresse. Entretanto, a partir do momento que ambos atingem índices elevados, podem ser muito prejudiciais.

A relação é perigosa: a pessoa fica exposta a repetidos episódios de estresse. A partir desse momento, ela começa a querer prever qual será o próximo estresse ou os desdobramentos das situações desagradáveis.

Como não dá para prever o futuro, uma onda de incertezas e apreensões começam a tomar conta. E é aí que surge a ansiedade, ao passo que se quer lidar com a problemática antes mesmo de ela acontecer.

Com o passar do tempo, a situação pode fugir do controle e a ansiedade se tornar uma doença. Em algumas pessoas, ela chega até a ser crônica. Consequentemente, até coisas pequenas podem gerar essas crises.

Eis aqui alguns dos principais sintomas:

  • Pensamentos desorganizados e repetidos devido ao estresse e preocupação;
  • Incapacidade de controle sobre os pensamentos;
  • Pessimismo, angústia e desespero;
  • Liberação de adrenalina na corrente sanguínea (o corpo sente que é uma situação de perigo);
  • Aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Aumento da sudorese pelo corpo;
  • Dificuldade para respirar, que resulta em uma dilatação dos brônquios;
  • Dilatação das pupilas;
  • Sensação de fraqueza.

Fitoterápicos

Para quem percebe que o grau de ansiedade fugiu do controle, é imprescindível procurar ajuda médica. O encaminhamento posterior para médico psiquiátrica e/ou profissional de psicologia, pode apontar caminhos para o tratamento.

Agora, para quem fica muito estressado em seu dia a dia e percebe que a ansiedade tem começado a aumentar, aqui vão algumas sugestões que podem fazer toda a diferença:

  • Optar por produtos fitoterápicos com acompanhamento médico;
  • Adotar calmantes naturais;
  • Praticar meditação;
  •  Investir em práticas esportivas e/ou ioga;
  • Fazer terapia.

No caso dos fitoterápicos, devido a terem um princípio ativo baseado em produtos de origem natural, não necessitam de receita. Todavia, o recomendado é o consumo com monitoramento médico.

Sabia que a Natulab e Seakalm tem uma linha de produtos fitoterápicos que podem te ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade do seu dia a dia? Confira já!