[Total: 0    Média: 0/5]

|

Remédio para cólicas: saiba quando e como eles podem ser utilizados

No mercado, é possível encontrar diversos medicamentos para tratar os sintomas da cólica, situação clínica que acompanha o ciclo menstrual, provocando dores e desconfortos nas mulheres. Mas isso é provável que saiba, o que talvez ainda não tenha conhecimento é quando e como eles podem ser utilizados.

Se tem dúvida, continue a leitura e resolva isso de uma vez por toda. Antes, cumpre fazer duas observações: é fundamental consultar um médico para que avalie a sua situação e recomende o melhor tratamento pela via medicamentosa, cada medicamento conta com uma forma peculiar de uso.

Quando os remédios para cólicas devem ser utilizados?

Para muitas pessoas, a cólica é um problema simples. Mas o que a maioria não sabe, é que existe casos que geram dores intensas, afetando sobremaneira a qualidade de vida, bem como o bem-estar da mulher. Diante de uma situação como essa, conforme os especialistas, é fundamental que o paciente procure um médico, que recomendará o medicamento para reduzir os sintomas da cólica.

Eles explicam que, geralmente, algumas mulheres recorrem aos analgésicos, o que é um erro, pois eles podem contrair o útero e provocar mais dor. O ideal, complementam, são os anti-inflamatórios e antiespasmódicos, pois atuam diretamente no combate da dor.

Como os remédios para cólicas podem ser utilizados?

O ideal, como já dissemos, é que o médico oriente o paciente com relação ao consumo dos medicamentos. Mas essa informação também pode ser encontrada na bula do medicamento que o profissional passou. Em todo caso, é muito importante ouvir o médico, pois ele analisa todo um contexto e pode aplicar a dose de medicamento conforme a sua situação.

Alguns remédios com ação anti-inflamatória, por exemplo, podem ser utilizados de 3 a 4 vezes por dia, limitando-se a uma dose de 600 mg. Porém, o tempo do tratamento é definido pelo médico, que poderá reduzir ou estender o tempo do tratamento, com base na análise do seu quadro clínico, como sintomas, por exemplo.

O ideal, em todo o caso, é tomar a menor quantidade possível do medicamento, para que assim os riscos dos efeitos colaterais sejam reduzidos.

Por que é importante ler a bula do remédio para cólica?

Ainda que o médico analise o seu caso ou o seu quadro clínico e, com base nisso, recomende o melhor tratamento para reduzir os sintomas da cólica, ler a bula do remédio é fundamental para que fique ciente do que está tomando, bem como dos seus efeitos colaterais.

Em geral, a bula contém informações como: para que serve o medicamento, como o medicamento funciona, em quais hipóteses o seu uso não é recomendado, como usar o medicamento, em quais condições ele deve ser armazenado e quais são os efeitos colaterais.

Agora que sabe quando e como utilizar os remédios para cólicas, fique atenta e tome eles direitinho, mas sempre sob recomendação médica, para que dessa maneira, siga o tratamento adequado.

Para conferir outros conteúdos como este, acesse agora mesmo o nosso blog! Estamos sempre compartilhando textos que podem enriquecer, e muito, os seus conhecimentos.